sexta-feira, 8 de julho de 2011

Nessa breve passagem pela Terra...


Eu estava lendo uma matéria no blog da Rosane,  Tresórs,  mais um blog maravilhoso que conheci navegando pela blogosfera, em que ela comentava um fato absurdo que ela presenciou e neste dia, ela estava bastante nervosa e chateada:

"Fui ao Shopping (só pagar continhas, ahhhh!), ao me dirigir a porta de entrada, percebo que um senhor estaciona em uma vaga para deficiente, em uma das poucas que o estacionamento oferece. Reduzi o passo e observei que ele aparentemente não tinha nenhuma deficiência.
Com toda a educação lhe disse que ele não havia percebido, mas tinha estacionado em uma vaga para pessoas com deficiência, e já engatei a pergunta: O sr é deficiente?
Sabe o que ele me respondeu?
Não sou, mas posso ficar rapidinho, riu e começou a mancar."
Ela conta mais, e mais absurdos aconteceram. Entre aqui para continuar a ler o final da história.  

Eu me lembrei de algo semelhante que aconteceu comigo, em Campos do Jordão. Esta história eu contei para a Beteh, do Mãe Gaia, em um postagem que fiz como comentário, lá no blog dela. 

 Eu estava em Campos do Jordão há algumas semanas e presenciei a seguinte cena: alguém, muito fino, em um carro muito caro e bonito, estacionado em frente à porta de um supermercado. Só que ali era vaga para os taxistas do mercado. Chegou um deles e buzinou para que a pessoa saísse de sua vaga. Buzinou de novo, e nada...outra vez...e nada...o taxista desceu do carro, bateu na janela, que era toda preta (insufilm bem escuro) e eu pensei: "vai sair briga"...ele bateu umas cinco vezes na janela, já gritando, e então, esta "distinta" pessoa resolveu abrir a sua janela...Qual foi a minha grande surpresa quando vi que dentro do carro estava um senhor, de uns 70 anos mais ou menos (se é que não era mais). Ele e o taxista bateram boca, mas mesmo assim, ele não saiu da vaga. Como tenho uma sede enorme por justiça, quis sair do carro e ir falar com ele, mas meu marido não deixou...mesmo assim, quando saímos do mercado, pedi para que meu marido parasse ao lado do carro dele, e como a janela estava aberta, eu lhe disse: "fico muito triste e envergonhada pelo senhor, por tomar uma atitude como essa"...e fomos embora. 


É, meus queridos, vivendo e desaprendendo...quer dizer, com pessoas como essas, como é que voce pode aprender alguma coisa?...agora, voces já imaginaram se essas pessoas tem filhos, o que elas ensinaram para eles?...quais os valores e princípios que se transmitiram para esses filhos?...é realmente muito triste...é...eu fico triste...

...Existem pessoas que irão passar pela terra e quando chegar no fim desta, perceberão que não levarão nada dela...muito menos os ricos aprendizados que ela  nos proporcionou, durante a nossa efêmera passagem por aqui...porque eles não prestaram atenção e não os apreenderam...riquíssimas lições com as quais nos deparamos TODOS OS DIAS...que pena...perderam um grande oportunidade...
Este senhor do carrão, bonito e muito caro, é muito pobre...e não sabe... e nada levará daqui...como meu marido sempre diz: "caixão não tem gavetas"...as pessoas que prestam atenção, observam a vida com seriedade, se tornam muito ricas e belas...e levarão ricos aprendizados...

Encontrei na praia, no começo do ano, uma senhora viúva muito fina, americana, mas que mora há muito tempo aqui no Brasil  e que já havia viajado e morado pelo mundo todo por causa do trabalho do marido. Foi esposa de um diplomata, se não me engano, não me lembro direito, e fiquei fascinada com a conversa dela. Conversávamos quase todos os dias, na praia. E ela ia nos contando as suas aventuras por todas as civilizações por onde passou. Mas quase nos últimos dias das férias, chegamos no assunto de política. Aí a coisa ficou feia. Ela se colocava indignada com a situação política do nosso país. E se pôs a falar e "descer a lenha"...eu, como sempre, entrei na parte espiritual da coisa, e lhe disse que nenhum deles ficaria sem o seu devido retorno e acerto de contas. Mas ela me disse não acreditar nisto...em "pagar por aquilo que se faz de errado"...ela nos disse que era só olhar e ver a vida que esses políticos bandidos e corruptos levam: cheios da grana, viajando pelo mundo com todas as regalias, com casas maravilhosas...e por aí afora foi a conversa...Ela realmente se encontrava em um estado de total desilusão pelo ser humano, por Deus...por tudo que já havia visto de ruim pelo mundo...

Mas eu posso lhes dizer, com todas as letras: "é pura ilusão..."

Achar que essas pessoas são felizes e que tudo vai bem...esta não é a verdadeira realidade...antigamente até que demorava...hoje o retorno é rápido...e eles não serão jamais felizes...mansões, muita grana, mulheres lindas, carrões...um dia eles enfrentarão a dura realidade pelo que fizeram, pelo  que praticaram...e se voces forem conviver com eles, verão que não é bem assim...é infelicidade atrás de infelicidade...desgraça atrás de desgraça...

Vejam bem, a felicidade nada tem a ver com mansões, dinheiro, carrões...você pode ter tudo isto e ser muito feliz...ou não...
A felicidade tem a ver com atitudes e pensamentos...com a sua postura perante a vida e com os outros... e é isto que vai determinar a sua felicidade, ou não...

E é isto que aquela senhora americana viúva fina não entende...o homem no shopping imitando um deficiente, também não...e nem o senhor rico que estacionou com o seu carrão em uma vaga do taxista...

A nossa vida não termina aqui...nossa vida continua...só que agora em uma outra dimensão...e é lá, também, que todos prestaremos contas de como usamos a nossa vida aqui, o que fizemos dela, o quanto aprendemos com ela, o quanto fomos úteis ou não...o quanto deixamos de fazer...e aí, cada um pegará o seu barquinho que projetou, através de suas atitudes e pensamentos, e iniciará a sua, bela ou não, viagem pelo mundo espiritual...

Mesmo que você não acredite nisto, procure viver a sua vida  de uma forma não egoísta. Você não é  o centro do Universo, mas sim, é parte dele. Todos precisamos uns dos outros...então, compartilhe...divida...some...e principalmente, respeite...

Tem gente que fica esperando morrer pra ser feliz...acha que o paraíso existe e é no céu...ledo engano...quem não é feliz aqui, lá também não será...porque o paraíso, o céu,  é aqui, agora...e o contrário, também...depende de cada um...

Fique atento...observe...projete um bom barquinho...e faça uma viagem feliz...aqui e lá...cá e acolá...

Beijos!
Texto por: Lizete Ferraz
Imagem: Harriet Ambrose - Pinterest

14 comentários:

✿ chica disse...

Quanta verdade por aqui tanto nos exemplos mostrados nos textos da Rosane, quanto no da Beth e no teu relato.

è mesmo assim: uns acham que podem tudo,são superiores às normas, etc...
Mas depois?

E o depois virá! Tentar trilhar o melhor por aqui é o que devemos fazer...

Lindo teu post! beijos,chica e ótimo fds!

pensandoemfamilia disse...

Olá Rosana, obrigada por retribuir a visita. Eu gostei tanto da forma como percebi a sua visão de mundo que fiz umm post citando o seu.
Tudo que relata é o que vemos constantemente.
A busca da felicidade baseada só em bens materiais embrutece o ser humano.
Não sei se tenho sua amplitude espiritual, mas me preocupo rm crescer como ser humano.
bjs

POR CARLOS EDUARDO DEVIENNE FERRAZ disse...

Muitos se julgam ser pelo que possuem, mas enganam-se, pois como você disse "CAIXÃO NÃO TEM GAVETAS". Nunca ví caminhão de mudanças na porta de velório, geralmente o "falecido" é enterrado com o terno mais velho, sem sapato, ou seja, com o que ninguém está cobiçando...Chegamos à esta vida nús e vamos vestidos, ia ficar estranho e esquisito o defunto peladão...Levamos apenas a riqueza de nossa experiências vividas e que irão ser o nosso passaporte no outro lado da vida.

bjs

maria neusa guadalupe disse...

Sou adepta da campanha mundial:gentileza gera gentileza" e aposto que vc tb....não devemos nos desanimar e continuar a ensinar pelo exemplo.......me lembro do passarinho pegando água no bico para apagar o fogo da floresta.....seu post dá um livro de reflexões....beijos concordantes ,otimistas ( ainda) e amigos.

Beth/Lilás disse...

Querida Cerejinha Liz!
Pois é, este teu texto mostrando as verdades a que presenciamos todos os dias, são reflexões importantes para serem feitas, escritas e lidas, mas infelizmente quem as pratica não lê essas coisas, está mais interessado no carrão que vai dar uma volta no final de semana no shopping ou na praia, etc.
Vemos por aí atitudes que chocam, pois antes dizíamos que eram os pobres, os ignorantes, analfabetos que faziam estas atitudes, mas hoje os que fazem são velhos, endinheirados e se escondem atrás de vidros pretos dos carrões.
Isso tinha que ser proibido, eu acho. Afinal, eles se protegem de ladrões e da violência, mas cometem o mesmo ali dentro, por trás dos vidros escuros.
Eu também, muitas vezes, fico com uma raiva enorme, pensando que tanta gente comete atos insanos e roubam, se mostram, posam de bacanas e beneméritos ou religiosos, mas praticam tanta barbaridade e a gente não vê o castigo, mas como você bem o disse, acontece sim, só que eles não falam ou nem percebem.
umbeijo grande carioca

Roberta Maia disse...

Querida!!!

Tão ruim saber que existem pessoas como estas citadas nas histórias que você acabou de relatar...infelizmente vivemos em um mundo onde o amor ao próximo não é exercitado por todos!!!

O que me consola é que existem pessoas como você, eu, e muitas fazendo parte deste exército do BEM !!

Tenha Um Lindo Fim de Semana Abençoado!!!
Paz e Luz!!!

Menina no Sotão disse...

Houve um tempo que todas essas coisas me incomodavam e muito. Mas passou. Hoje eu estou atenta a coisas mais interessantes e não dou atenção para essas pessoas que se esquecem do outro. Eu cedo meu lugar no ônibus, eu deixo as pessoas passarem na minha frente, digo bom dia a todos que encontro. Estou sempre sorrindo e sei que existem coisas boas e más, pessoas boas e más e sinceramente dou de ombros. Perde-se muito tempo dando atenção para esse tipo de gente. É tão bom sentir as pessoas, as coisas e ver o que há de bom pra se ver, fazer e viver. Prefiro respirar, balançar a cabeça e acreditar que um dia irão aprender, ainda que seja numa outra vida. rs

bacio

Toninhobira disse...

Fiz uma viagem pelo absurdo do comportamento e voltei decpcionado com tudo e quero crer,que estas pessoas terão o retorno sim.
A abordagem é perfeita e vasta,que penso que devemos recriar o homem,num processo de reeducação,pois como está,vivemos o caos.
Belo texto com otima reflexão sobre a educação.

Rosane Castilhos disse...

Só temos a lamentar!
Que triste saber que fatos como estes são corriqueiros e por muitos tratados como banais!
Li minha amiga, temos que dar exemplos de cidadania a todo o momento, seja praticando ou lutando por atitudes corretas.
PARABÉNS pelo post!!!
Beijinhos e um lindo final de semana!

Beth/Lilás disse...

Cerejinha!
Volta lá no meu post e ouça o que tem por lá, você terá uma surpresinha.
beijos e tomara que sua conexão volte perfeita.

Luma Rosa disse...

Sartre escreveu que "O inferno são os outros" e a minha mãe dizia que o inferno é aqui mesmo na terra. Acredito na falta de evolução dessas pessoas que se entranham de futilidades para não encarar a realidade da vida. Todos esses exemplos que citou, são exemplos de atrasos evolutivos - uns dizem "espirituais", outros dizem "humanitários", eu digo que é natural da própria natureza. Fomos macacos e pessoas assim "pedantes", duvidam até mesmo disso. São pessoas como essas que são desrespeitadas pelos próprios filhos e que mancham o notíciário, no mais, vamos cuidar do que nos rodeia. Bom fim de semana! Beijus,

VaneZa disse...

Confesso, Liz, que muitas vezes u desacredito que as pessoas vão pagar pelos seus atos. Vejo pessoas que passam a vida inteira propagando o mau e no fim só se dão bem. Isso já foi até tema de post no blog.

Eu da minha parte continuo fazendo o possível para ser um ser humano melhor... lutando diariamente com a minha imperfeição,fraqueza da carne e tudo o mais... mas vou tentando. No fim... acho que isso é o certo a se fazer.

BeijoZzz... suas palavras foram um ótimo consolo.

Docesabobrinhas disse...

Adoro o Tresors! E aei chegar aqui, um bj doce e apareca nas Abobrinhas
Roberta
www.docesabobrinhas.com

Rebequinha Clemente disse...

Oiee Amei seu Bloguinho ele e muito Lindo queria morrar dentro dele,ele parece uma casinha de boneca,eu amei muito lindo,ja estou seguindo,bjs
Rebequinha