domingo, 26 de junho de 2011

Festa de Corpus Christi de Santana de Parnaíba

Há muito tempo pensávamos em participar deste evento, que acontece todo ano, aqui pertinho de São Paulo, a Festa de Corpus Christi de Santana de Parnaíba. Esta festa é considerada uma das maiores manifestações de religiosidade e fé do Estado de São Paulo. Organizado pela Prefeitura local, em parceria com a Paróquia Santa Ana, o evento acontece no Centro Histórico e atraiu mais de 50 mil pessoas este ano. Tiveram as missas, a procissão sobre o colorido tapete de serragem e apresentação musical. Estava lotado e demoramos para achar um lugarzinho para estacionarmos. Mas valeu à pena. É muito lindo ver tudo de pertinho.

Este ano, a festa teve como tema “A Eucaristia recria e sensibiliza a humanidade para o amor e o cuidado à criação”, que foi retratado no tapete artesanal de serragem colorida, com cerca de 850 metros de extensão, que contou com um total de 60 quadros. Os desenhos foram baseados na Campanha da Fraternidade de 2011, cuja abordagem trouxe a idéia de Deus sobre a natureza e o modo como a sociedade a vem tratando, refletindo em problemas ecológicos sofridos no mundo todo, como a poluição e o aquecimento global e, por outro lado, a reciclagem como uma das alternativas para solucioná-los.

Não há registro histórico sobre quando as ruas de Santana de Parnaíba teriam começado a ser enfeitadas no dia de Corpus Christi. Sabe-se que até 1968 – ano em que a serragem passou a integrar o painel de cores – as ruas e janelas de Santana de Parnaíba eram ornamentadas com flores vermelhas de São João, muito comuns nos meses de junho e julho.

Além da programação religiosa, os moradores e nós, turistas também aproveitamos a Feira de Artesanato e a Feira de Alimentação e degustamos de verdadeiras delícias na barraca do Centro de Convivência da Terceira Idade.

Meu marido documentou um pouco da beleza desta festa e também um pouco da beleza pitoresca desta cidade, que nem parece fazer parte deste mundo tão moderno e tecnológico. Lá, as horas devem demorar pra passar e, pressa, stress e depressão devem ser nomes que os moradores nunca ouviram falar. Olhem só, que coisa linda:














Aqui, um pouquinho desta cidade simples, pitoresca, com construções da época da colônia. Eu fiquei um tempo sentada no banco da praça, em frente à igreja, só imaginando como seria a vida das pessoas naquele lugarzinho, tão simples e acolhedor...uma higiene mental...muito bom...




O Bar "A Gloriosa"

O Espaço Cultural

A barbearia

Adorei o dia, o passeio, a comida saborosa, os doces...foi um dia lindo e ensolarado! Na próxima, visite você também...!

Beijos!

3 comentários:

Beth/Lilás disse...

Uau, Cerejinha Lizete, que lugar mais lindo também você esteve neste final de semana!
Eu não conhecia esta cidadezinha e fiquei aqui encantada, não só pelos trabalhos coloridos dessa manifestação religiosa, mas também pelo colorido e arrumação das casas desta cidade.
Amo passear, olhar o mundo, fotografar, registrar também nas retinas todas estas belezas que a vida nos propicia. Felizes somos nós, né mesmo amiga?
beijinhos cariocas

(E Petrópolis fica quase a mesma distância entre Rio e Sampa, mais ou menos de 5 a 6 horas, não deixe de ir por lá, tem muita coisa bonita pra se ver e quando for me avisa que tenho amiga guia turística para lhes ajudar, ou eu mesma, hehe)

Amara disse...

Olá Lizete,que cidade encantadora!
Adorei, as fotos ficaram maravilhosas.
Bom começo de semana.
Com carinho
Amara

✿ chica disse...

Puxa, que beleza.

Eu adoraria estar aí pertinho pra ver !LINDO!

beijos,chica e ótima semana!